Apesar da redução dos casos confirmados do novo Coronavírus (COVID-19) em Manaus e também no interior, a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) continua oferecendo diversos serviços gratuitos para a população como forma de prevenção e enfrentamento.

Com o objetivo de esclarecer diversas dúvidas da população acerca da COVID-19, principalmente sobre sintomas, tratamento e acompanhamento (durante e após a infecção), a UEA disponibiliza de segunda a sexta-feira e, também aos fins de semana e feriados, das 7h às 19h, o serviço do aplicativo Chatbot. No total, 257 pessoas entre alunos e professores estão capacitadas para atender a demanda do Amazonas e de outros estados.

A plataforma do Chatbot está disponível no aplicativo SASI, nos sistemas operacionais Android e iOS.

“O novo perfil que estamos atendendo agora é o pós-covid. São usuários que tiveram a doença e mesmo após 30, 60 dias ainda estão sentindo sintomas leves. Essas pessoas voltaram a procurar o Chatbot para saber o que deverá ser feito em relação as limitações provocadas pela COVID-19. Também estamos atendendo pessoas de outros estados que estão com dúvidas em relação ao vírus”, disse a coordenadora do projeto, Elielza Guerreiro.

Direcionado para profissionais de saúde do Amazonas, a testagem rápida para COVID-19 em postos de Drive Thru, localizados na Escola Superior de Ciências da Saúde (ESA/UEA), na Avenida Carvalho Leal – Cachoeirinha, continua de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Os profissionais deverão realizar previamente o agendamento obrigatório pelo aplicativo SASI, utilizando o código ypv33. Alguns critérios para a testagem devem ser observados. O servidor terá que apresentar sinais ou sintomas há pelo menos 8 dias. A iniciativa é uma parceria da UEA com a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) e Governo do Estado do Amazonas.

Já 96 profissionais da saúde, entre médicos, enfermeiros e psicólogos estão à disposição da população diariamente, das 7h às 19h, pelo Call Center Saúde da UEA para Teleconsultas com a finalidade de orientar os usuários sobre as medidas que devem ser adotadas nesse período de pandemia. O acesso ao serviço, lançado há um mês, é feito por meio do aplicativo do SASI, que automaticamente direcionará o usuário para a área específica de acordo com o relato do paciente.

A proposta do canal é promover uma resolutividade para as questões mais pontuais relacionadas ao cenário da doença. A UEA também continua com o atendimento remoto, das 19h às 23 horas. “Assim que o atendimento é finalizado na base do Chatbot e Call Center, médicos e enfermeiros que não podem estar nas unidades de saúde entram no sistema para dar continuidade ao serviço para que a população não fique sem essa cobertura”, disse Elielza.

Neste momento de confinamento, a universidade promove ainda ações positivas e construtivas como o projeto Livre UEA. Os professores Ghisa Benchimol e Silvio Ramos, realizam transmissões ao vivo pelo facebook da UEA, sempre nas sextas-feiras, às 14h, com discussões sobre autoconsciência, produtividade, empreendedorismo, disciplina e organização.

Texto: ASCOM UEA
Foto: Joelma Sanmelo/ASCOM UEA


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *